Cinco + filmes biográficos

tom_hulce_amadeus_002

Ao ouvir notícias sobre não um, mas dois filmes sobre o fundador da Apple, o falecido Steve Jobs, decidi realizar essa lista. Algumas pessoas são tão extraordinárias que suas histórias precisam ser contadas e recontadas das mais variadas maneiras. Porém, a história não se sustenta por si só e, sem uma boa escrita, música, encenação ou direção cinematográfica, uma vida incrível pode ser retratada de uma maneira fútil e simplista. Quando tratamos de historias reais, como saber exatamente a verdade? Como recriar com fidelidade o que se passou? Simplesmente não dá. É por isso que a mentira ganha outro nome nesta devida situação, passando a ser criação, ou o que o artista imaginou quando este ouviu e pensou na tal história extraordinária. É necessário recriar para contar, e é isto que faz a grande história ser contada de uma grande maneira.

5- Patton

Patton, 1970


Patton, vencedor de 7 Oscar, incluindo melhor filme, reúne gigantes do cinema em sua ficha técnica. Escrito por Francis Ford Coppola – sim, a mente por trás de O Poderoso Chefão, e dirigido por Franklin J. Schaffner, de Planeta dos Macacos, Patton conta a vida do general que mais conquistou território no menor período tempo em toda a história. George S. Patton foi um general a serviço dos EUA durante a 2ª Guerra Mundial, e o maior general americano que já existiu, dizem que o único que Hitler temia era o general Patton. O subtítulo do filme é “rebelde ou herói?”, e é essa pergunta que guiará o filme por inteiro. Nunca compreendemos por completo o personagem que, repleto de superstições -acredita ser reencarnação de guerreiros antigos- e intolerância – Patton era famoso por extrema rigidez e ações brutais – julgamos como louco, para no momento seguinte surgir como um grande herói. Uma mente complexa e intrigante com um filme cheio das mesmas qualidades. Sessão obrigatória.

4-Gandhi

Gandhi, 1982

Gandhi, vencedor do Oscar de melhor filme e mais sete estatuetas, retrata da infância à morte todos os passos do famoso líder espiritual. A vida de Mahatma Gandhi talvez seja a mais incrível dos filmes aqui listados, porém um desafio para conseguir colocá-la na tela. Richard Attenborough, o diretor, esteve a par do desafio, ele tem um único filme no currículo, que é Gandhi. Richard se preparou a vida inteira, exclusivamente, para realizar este filme que de acordo com ele era a maior historia de todos os tempos. Interpretado majestosamente por Ben Kingsley, que fica irreconhecível, Ghandhi é um filme que ultrapassa as barreiras do cinema, se você ainda não sabe o que foi e o que fez Gandhi, corra e assista ao filme, irá mudar sua vida.

3-Amadeus

Amadeus, 1984

Amadeus como todo é um filme magnifico, porém o momento inicial é indiscutivelmente a grande sequencia do filme. Um padre é chamado ao manicômio, lá está Salieri, que clama ter sido um notório maestro da corte de Viena. Ao ser indagado sobre suas obras, Salieri se empolga em tocá-las em seu piano. Bonitas melodias, porém nenhuma é reconhecida, nem pelo padre ou espectadores do filme, até que em uma delas o padre se empolga, sabe que reconheceu algo, e assim agem os espectadores ao ouvir as primeiras notas de Eine Kleine Nachtmusik, famosa peça do maior compositor de todos os tempos, Wolfgang Amadeus Mozart. O filme, então, é contado pela perspectiva e memórias de Salieri, que apesar de ter sucesso e talento em sua carreira, nunca chegou sequer perto da genialidade natural de Mozart. A inveja, uma quest’ao que afeta a todos, usada como ótica para contar a história do homem que merece toda a admiração e reverência possíveis. Também vencedor de 8 Oscar, incluindo melhor filme e dirigido por Milos Forman (Um estranho no ninho, Hair), Amadeus é uma obra-de-arte.

2- Lawrence da Arábia

Lawrence of Arabia, 1962

Lawrence da Arabia é, para mim, o símbolo de um filme épico. Tudo é grandioso no filme, desde o interminável deserto, até as gigantescas batalhas. É impossível não ser absorvido por este, que é um dos maiores clássicos da história do cinema. O filme inicia com a morte de Lawrence e seu enterro, para então retornar no tempo e completar a incrível história. Lawrence é um soldado britânico do início do século XX enviado à Arabia, até então dominada pela primeira, para defendê-la contra guerrilhas e exércitos inimigos. Tomado da vida cosmopolita de Londres e levado aos confins do deserto, Lawrence logo se torna um herói para os soldados nativos, acumulando poder comparável ao de um rei. Lá, desperta loucura e esquece cada vez mais sua antiga identidade, sendo consumido pela imagem mítica que ganhou em seu novo território. Peter O’ Toole encarna Lawrence na, provavelmente, melhor atuação de todos os tempos e o excelente diretor David Lean, apresenta aqui sua obra-prima. Mais um vencedor de 8 Oscar, incluindo melhor filme, Lawrence é um clássico essencial e maravilhoso.

1-      Touro Indomável

Raging Bull, 1980

Fiquei em dúvidas entre o primeiro e segundo lugar, mas por gosto pessoal, decidi colocar aqui o que acho o melhor trabalho de direção jamais realizado no cinema, o filme de Martin Scorsese, Touro Indomável. Jake La Motta, interpretado por Robert De Niro (que engordou trinta quilos para o papel) foi um glorioso boxeador  dos anos 60, porém sua vida não foi tão louvada assim. Pelo contrário, repleta de contravenção e personagens que rumam a um buraco cada vez mais fundo, Touro Indomável é o retrato contrastante de um homem perdido em meio a vitórias. Ao contrário da história circundar apenas aquilo que fez de La Motta famoso, suas lutas, Scorsese e o roteirista Paul Schrader, o mesmo de Taxi Driver, exploram todas as nuncias da vida do personagem, criando mais um filme sobre amor do que esporte. O amor de Touro Indomável não é aquele que estamos acostumados no cinema, mas um amor sujo e violento, as disputas familiares são intensas e, assim sendo,  as lutas fora dos ringues que são as piores. Além do roteiro muito inteligente e muito original, a direção e seus aspectos de fotografia e arte são únicos. Filmado em um Preto e Branco lindíssimo, exceto por um pequeno momento em Super-8, Scorsese cria cenas mágicas, como as de luta, que mais parecem evocar a imagem do inferno do que um estádio lotado. Touro Indomável é uma jornada que nos leva ao mais inexplorado fundo da vida de um homem, com certeza voltaremos transformados após esta.

Espero que tenham gostado da lista e gostaria de salientar que TODOS os filmes aqui são excelentíssimos! Vide as premiações de cada um e não deixe de assistir nenhum!!!

Alguns outros grande filmes biográficos:

O povo contra Larry Flint, Milos Forman

Ray, Taylor Hackford

A lista de Schindler, Steven Spielberg

O Homem-Elefante, David Lynch

A Queda, Oliver Hirschbiegel

Comments
3 Responses to “Cinco + filmes biográficos”
  1. Ana disse:

    boas dicas, curti🙂

  2. femguimaraes disse:

    MARIA ANTONIETA!

  3. nossa, pensei maria antonieta tambem! acho que foi a imagem icone que é no mesmo estilo hahah

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: